Regístrese
Buscar en
Revista Portuguesa de Saúde Pública
Toda la web
Inicio Revista Portuguesa de Saúde Pública Educação sexual, conhecimentos, crenças, atitudes e comportamentos nos adoles...
Journal Information
Vol. 29. Issue 1.
Pages 11-21 (January - June 2011)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 29. Issue 1.
Pages 11-21 (January - June 2011)
DOI: 10.1016/S0870-9025(11)70003-7
Open Access
Educação sexual, conhecimentos, crenças, atitudes e comportamentos nos adolescentes
Sexual education, knowledge, beliefs, attitudes and behaviors in adolescents
Visits
5929
Lúcia Ramiro
Corresponding author
lramiro@fmh.utl.pt

Autor para correspondência.
, Marta Reis, Margarida Gaspar de Matos, José Alves Diniz, Celeste Simões
Projecto Aventura Social, Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa, Portugal
Centro da Malária e Outras Doenças Tropicais, Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal
This item has received
5929
Visits

Under a Creative Commons license
Article information
Abstract
Bibliography
Download PDF
Statistics
Resumo
Introdução

O aumento das IST's, da gravidez não planeada e de outros tantos riscos ligados à actividade sexual fazem com que os jovens sejam considerados um grupo de intervenção prioritário em termos de saúde sexual e reprodutiva. Para se promover atitudes e comportamentos sexuais saudáveis é essencial a concretização de uma educação sexual que tenha como objectivo desenvolver atitudes e competências nos jovens, permitindo que estes se sintam informados e seguros nas suas escolhas.

Material e métodos

Este estudo (HBSC/OMS) avaliou o papel que 3331 adolescentes portugueses (1579 rapazes e 1752 raparigas), com uma média de idades de 15 anos, atribuem à educação sexual, os seus conhecimentos e atitudes face ao VIH/SIDA. Usou-se um questionário de auto-relato que foi aplicado às turmas em sala de aula.

Resultados

Analisados os resultados do estudo, verificou-se que quer os factores de risco quer os de protecção em relação aos comportamentos sexuais de risco dos adolescentes são inúmeros.

Conclusões

Sendo assim, é crucial que a educação sexual abranja intervenções do tipo preventivo de carácter universal, abrangendo toda a população escolar e respectivos contextos de vida: escola, família e grupo de pares, mas também intervenções mais específicas, em pequenos subgrupos identificados como prioritários.

Palavras-chave:
Educação sexual
Comportamentos sexuais
Conhecimentos
Atitudes
Crenças
VIH
SIDA
Jovens
Abstract
Introduction

Because the incidence of STI, unplanned pregnancy and several other sexual risk behaviours are increasing among youngsters, it is accepted that they are given high priority in intervention in what sexual and reproductive health is concerned. In order to promote healthy sexual attitudes and behaviours, it is crucial to implement a program of sexual education that aims at developing attitudes and skills in young people, hence enabling them to make well-informed decisions and feel confident about the choices they make.

Material and methods

This HBSC/WHO research evaluated the role of sexual education for Portuguese adolescents and their knowledge and attitudes about HIV/AIDS. Structured selfreported questionnaires were responded within a classroom context by 3331 participants (1579 boys and 1752 girls), with an average age of 15 years.

Results

The results show that there are inumerous risk and protection factors related to sex behavior.

Conclusions

This suggests that sexual education should focus on preventive interventions, not only universal, including all teenagers and considering all the contexts in which they interact (the school professionals, family and peers), but also selective strategies delivered to targeted subgroups, once they are identified.

Keywords:
Sexual education
Sexual behaviour
Knowledge
Attitudes
Beliefs
HIV
AIDS
Teenagers
Full text is only aviable in PDF
Bibliografia
[1.]
Sampaio D, coord., Baptista MI, Matos MMG, Silva MO; Grupo de Trabalho de Educação Sexual. Educação para a saúde: relatório preliminar. [Internet]. Lisboa: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ministério da Educação; 2005 [consultado 2 Jul 2007]. Disponível em: http://www.dgidc.min-edu.pt/saude/Documents/Relatorio_Preliminar_ES_31-10-2005.pdf.
[2.]
Sampaio D, coord., Baptista MI, Matos MMG, Silva MO; Grupo de Trabalho de Educação Sexual. Educação para a saúde: relatório de progresso. [Internet]. Lisboa: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ministério da Educação; 2007a [consultado 2 Jul 2007]. Disponível em: http://www.dgidc.min-edu.pt/saude/Documents/Relatorio_progressoGTES.pdf.
[3.]
Sampaio D, coord., Baptista MI, Matos MMG, Silva MO; Grupo de Trabalho de Educação Sexual. Educação para a saúde: relatório final, 2007b. [Internet]. Lisboa: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ministério da Educação; 2007b. [consultado 30 Set 2007]. Disponível em: http://www.dgidc.min-edu.pt/saude/Documents/GTES_RELATORIO_FINAL.pdf.
[4.]
Piscalho I, Serafim I, Leal I. Representações sociais da educação sexual em adolescentes. Em: Ribeiro J, Leal I, Dias M, editores. Actas do 3.° Congresso Nacional de Psicologia da Saúde. Lisboa: ISPA; 2000. ISBN: 972-8400-24-1. p. 353–62.
[5.]
M.L. Aquilino, H. Bragadottir.
Adolescent pregnancy: teen perspectives on prevention.
MCN Am J Matern Child Nurs, 25 (2000), pp. 192-197
[6.]
M. Reis, D. Vilar.
A implementação da educação sexual na escola: atitudes dos professores.
Análise Psicológica, 4 (2004), pp. 737-745
[7.]
Marques AM, Pereira A, Silva B, Vilar D, Cadete J, coord. Educação sexual e promoção da saúde nas escolas: um projecto experimental: orientações técnicas sobre educação sexual em meio escolar: contributos das Equipas do Projecto. Lisboa: Programa de Promoção e Educação para a Saúde. Associação para o Planeamento da Família. Direcção Geral da Saúde; 1999.
[8.]
A.M. Marques, V. Prazeres, A. Pereira, D. Vilar, F. Forreta, J. Cadete, et al.
Educação sexual em meio escolar: linhas orientadoras.
Ministério da Saúde. Ministério da Educação, (2000),
[9.]
Matos MG, coord., Simões C, Tomé G, Gaspar T, Camacho I, Diniz JA, et al. Equipa do Projecto Aventura Social & Saúde. A saúde dos adolescentes portugueses: hoje e em 8 anos: relatório preliminar do estudo HBSC. [Internet]. Lisboa: Faculdade de Motricidade Humana. UTL; 2006 [consultado 20 Dez 2006]. Disponível em: http://www.fmh.utl.pt/aventurasocial/pdf/Relatorio_nacional_2006.pdf.
[10.]
C. Currie, K. Hurrelmann, W. Settertobulte, R. Smith, J. Todd.
Health and health behavior among young people.
World Health Organization, (2000),
[11.]
L. Ramiro, M. Matos.
Percepções de professores portugueses sobre educação sexual.
Rev Saúde Pública, 42 (2008), pp. 684-692
[12.]
Comunicação, gestão de conflitos e saúde na escola,
[13.]
M. Matos.
Equipa do Projecto Aventura Social & Saúde. A saúde dos adolescentes portugueses: quatro anos depois.
Edições FMH, (2003),
[14.]
B. Albert.
With one voice: America's adults and teens sound off about teen pregnancy.
National Campaign to Prevent Teen Pregnancy, (2007),
[15.]
M. Eisenberg, L. Bearinger, R. Sieving, C. Swain, M. Resnick.
Parents’ beliefs about condoms and oral contraceptives: are they medically accurate?.
Persps Sex Repro Health, 36 (2004), pp. 50-57
[16.]
Reis MH. A educação sexual nas escolas portuguesas: os professores como actores na sua implementação. Lisboa: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias; 2003. Dissertação de mestrado.
[17.]
D. Kirby.
Understanding what works and what doesn’t in reducing adolescent sexual risk-taking.
Fam Plann Perspect, 33 (2001), pp. 276-281
Copyright © 2011. Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Article options
Tools
es en pt

¿Es usted profesional sanitario apto para prescribir o dispensar medicamentos?

Are you a health professional able to prescribe or dispense drugs?

Você é um profissional de saúde habilitado a prescrever ou dispensar medicamentos

es en pt
Política de cookies Cookies policy Política de cookies
Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios y mostrarle publicidad relacionada con sus preferencias mediante el análisis de sus hábitos de navegación. Si continua navegando, consideramos que acepta su uso. Puede cambiar la configuración u obtener más información aquí. To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.