Buscar en
Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Toda la web
Inicio Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial SPEMD – Biénio 2016‐2017
Journal Information
Vol. 56. Issue 4.
Pages 205-206 (October - December 2015)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 56. Issue 4.
Pages 205-206 (October - December 2015)
Editorial
DOI: 10.1016/j.rpemd.2015.12.001
Open Access
SPEMD – Biénio 2016‐2017
SPEMD – 2016‐17 biennium
Visits
...
Pedro Mesquita
Presidente da Direção Nacional da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (SPEMD)
Article information
Full Text

Quando em dezembro de 2013 me candidatei à presidência da direção nacional da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (SPEMD), liderando uma lista de continuidade em relação às direções mais recentes, particularmente à última, defini «A Consolidação de uma Sociedade Científica» como o lema do meu programa para os 2 anos de mandato. Dois anos volvidos e quando me recandidato ao mesmo cargo posso afirmar que grande parte desse trabalho de consolidação foi conseguido. A SPEMD constitui hoje, afirmado por pessoas e entidades de diferentes quadrantes da área médico‐dentária, uma sociedade científica de referência, transversal à medicina dentária/estomatologia e com um importante papel nas áreas da formação e da promoção da investigação científica, promovendo e organizando diversas atividades que dignificam a sua história e a memória dos que nos antecederam.

Senão atentemos; a SPEMD recuperou as suas sedes antigas, de Lisboa e do Porto, tendo, na antiga sede nacional, em Lisboa, criado um centro de formação contínua. Com este investimento, a SPEMD passou a ter capacidade para organizar cursos práticos em instalações próprias, nos 3 centros regionais de Lisboa, Porto e Coimbra. A revista continuou o seu processo de internacionalização e de melhoria da qualidade. Atualmente, os artigos publicados na única revista portuguesa da área da saúde oral, exclusivamente científica, e devido à sua divulgação em sistema aberto através da Elsevier, Scopus e Science Direct, têm visibilidade mundial, sendo facilmente referenciados por colegas em qualquer parte do mundo, particularmente aqueles que são escritos em língua inglesa. O congresso, o mais abrangente dos que se realizam em Portugal na área da saúde oral, recuperou e consolidou o prestígio de outros tempos, passando a ser muito requisitado por colegas e empresas comerciais. Aumentámos a oferta de cursos de cariz teórico prático com a marca de qualidade SPEMD e as «Noites da SPEMD» iniciaram o seu processo de descentralização procurando, desta forma, chegar ao maior número possível de colegas, sócios e não sócios da sociedade. O sucesso do modelo das «Noites» é tão notório que foi adotado por várias entidades que também se dedicam à formação contínua. Aumentámos os parâmetros de qualidade na atribuição do prestigiado selo de «Patrocínio Científico SPEMD» a um número crescente de eventos científicos que o solicitam. Bolsa da SPEMD de apoio à divulgação científica no estrangeiro, Prémio de Investigação, visando premiar o melhor trabalho de investigação científica desenvolvido por sócios da SPEMD, e Prémio Congresso, cujo objetivo é o de premiar os melhores trabalho submetidos ao congresso anual, nas vertentes de investigação e caso clínico, são outros exemplos de iniciativas com a marca de qualidade da mais antiga sociedade científica médica da Península Ibérica e que já fazem parte do quotidiano dos sócios da SPEMD. Passámos a marcar presença, de forma assídua, em eventos destinados à população em geral, muitas vezes, em parceria com a MOMS, entidade com a qual estabelecemos protocolo em 2014. «Dia Mundial da Saúde Oral», «Doidos por escovas de dentes», «Expo Saúde e Bem‐estar» são apenas 3 exemplos de iniciativas que visaram a promoção da higiene e saúde oral junto da população, desde os mais novos aos mais idosos. É assim crescente o papel da SPEMD junto de colegas e da população em geral.

Apesar disso, muito ainda há a fazer em prol desta sociedade científica, dos colegas e da promoção da saúde oral. É nesse sentido que me apresento a um segundo mandato, com uma lista praticamente igual à anterior, com o lema agora de «Consolidar e promover o crescimento da SPEMD». Apostamos, assim, neste segundo mandato, na consolidação e no crescimento da SPEMD. A SPEMD é hoje uma sociedade científica moderna e dinâmica, sendo fundamental que este processo de afirmação continue, para bem da medicina dentária e da estomatologia portuguesas. Penso que, com a ajuda de todos, poderemos consegui‐lo.

Desejo que o ano de 2016 seja um ano repleto de sucesso ao nível profissional e pessoal.

Article options
Tools
es en pt

¿Es usted profesional sanitario apto para prescribir o dispensar medicamentos?

Are you a health professional able to prescribe or dispense drugs?

Você é um profissional de saúde habilitado a prescrever ou dispensar medicamentos