Buscar en
Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Toda la web
Inicio Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial # 3. O tipo e o tempo mastigatório em indivíduos com dentição permanente
Journal Information
Vol. 56. Issue S1.
Pages 2 (December 2015)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 56. Issue S1.
Pages 2 (December 2015)
DOI: 10.1016/j.rpemd.2015.10.004
Open Access
# 3. O tipo e o tempo mastigatório em indivíduos com dentição permanente
Visits
...
Susana Tagarro*, Ricardo Santos, Teresa Sobral Costa, Maria João Azevedo
ESSA, ESSEM ESSA, ESSA IEPAP ESTSP‐IPP
Article information
Full Text

Objetivos: Verificar se a dentição (completa/incompleta), a oclusão sagital, a oclusão vertical e os sinais de disfunção temporomandibular se relacionam com o tipo e o tempo mastigatório.

Materiais e métodos: Trata‐se de um estudo comparativo de base descritiva e de metodologia transversal, com uma amostra de 64 indivíduos (n=64) com dentição permanente. Como instrumentos de recolhas de dados, foram utilizados a ficha de caracterização sociodemográfica da amostra e a folha de registo do Teste de Avaliação Clínica da Função Mastigatória do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (Whitaker, Júnior e Genaro, 2009). A função mastigatória foi avaliada com pão. Foi efetuado o registo audiovisual para posterior recolha e análise dos dados. A análise estatística envolveu medidas de estatística descritiva e estatística inferencial, tendo sido fixado o nível de significância em alfa<= 0,05.

Resultados: O tipo mastigatório não apresenta relação com nenhuma das variáveis em estudo (dentição completa/incompleta; oclusão sagital, oclusão vertical, sinais de disfunção temporomandibular). O tempo mastigatório mostrou ter uma relação estatisticamente significativa quando relacionado com a oclusão sagital e com a oclusão vertical. Verificou‐se uma proporção mais elevada de sujeitos com tempo mastigatório adequado e oclusão sagital do tipo classe I de Angle; e de sujeitos com tempo mastigatório lento e oclusão sagital do tipo classe II de Angle; e uma proporção significativamente mais elevada de sujeitos com tempo mastigatório rápido e mordida aberta.

Conclusões: Conclui‐se que o tipo mastigatório não apresenta qualquer relação com as variáveis em estudo, ao contrário do tempo mastigatório que mostrou ser influenciado pela oclusão sagital e pela oclusão vertical. Os resultados obtidos podem fornecer um importante contributo para o conhecimento e compreensão da função mastigatória, e como esta se desenvolve perante diversas condicionantes externas.

Article options
Tools
es en pt

¿Es usted profesional sanitario apto para prescribir o dispensar medicamentos?

Are you a health professional able to prescribe or dispense drugs?

Você é um profissional de saúde habilitado a prescrever ou dispensar medicamentos

es en pt
Política de cookies Cookies policy Política de cookies
Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios y mostrarle publicidad relacionada con sus preferencias mediante el análisis de sus hábitos de navegación. Si continua navegando, consideramos que acepta su uso. Puede cambiar la configuración u obtener más información aquí. To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.