Buscar en
Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Toda la web
Inicio Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial # 14. Perceção pelos pacientes sobre necessidade de prescrição de antibióti...
Journal Information
Vol. 56. Issue S1.
Pages 7 (December 2015)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 56. Issue S1.
Pages 7 (December 2015)
DOI: 10.1016/j.rpemd.2015.10.015
Open Access
# 14. Perceção pelos pacientes sobre necessidade de prescrição de antibiótico pós‐extração
Visits
...
Sérgio Pinto*, Alba Sánchez‐Torres, Rui Figueiredo, Eduard Valmaseda‐Castellón, Cosme Gay‐Escoda
Universidade de Barcelona
Article information
Full Text

Objetivos: Determinar se os pacientes acreditam ser necessária a toma de antibiótico pós‐ operatoriamente a uma extração dentária; e se estão cientes dos possíveis benefícios e inconvenientes destes fármacos.

Materiais e métodos: Foi distribuído um questionário a um grupo de pacientes, sujeitos a uma extração dentária em 2 clínicas privadas da cidade de Coimbra, entre os meses de maio e julho de 2015. O conjunto de perguntas visava avaliar a necessidade da toma de antibiótico após uma exodontia, segundo a perspetiva do paciente. Era também perguntado se esperavam ser medicados com antibiótico para um abcesso e dor de origem dentária, se alguma vez se tinham automedicado, e se conheciam as vantagens e as possíveis reações adversas da utilização de antibióticos.

Resultados: Uma amostra de 121 pacientes, 52 homens e 69 mulheres, com uma média de idade de 42 anos, respondeu ao inquérito. A maioria dos pacientes (n=87 [72%]) não espera que o médico dentista prescreva antibiótico após uma extração dentária. Não se detetaram correlações significativas com a idade [p=0,39], o género [p=0,57] ou o nível de escolaridade dos inquiridos [p=0,382]. Oitenta e três por cento dos pacientes esperam tomar um antibiótico para tratar um abcesso/infeção dentária, enquanto que 31,4% (38 pacientes) o esperam fazer para uma dor odontogénica. Apenas 13% dos pacientes refere ter feito automedicação com um antibiótico, e 68% dos pacientes considera indicada a sua toma para prevenção de uma infeção. Treze por cento dos inquiridos afirma desconhecer os efeitos adversos destes fármacos e 65% indica os efeitos gastrointestinais (náuseas, vómitos e diarreia) como principal problema com a utilização de antibióticos.

Conclusões: A maioria dos inquiridos não veem necessária a prescrição rutinária de um antibiótico após uma extração dentária, mas consideram necessária a sua utilização para uma infeção odontogénica. O grau de literacia dos pacientes parece não influir nesta decisão. Os efeitos gastrointestinais são o principal problema referido pelos pacientes quando utilizam este tipo de fármacos.

Article options
Tools
es en pt

¿Es usted profesional sanitario apto para prescribir o dispensar medicamentos?

Are you a health professional able to prescribe or dispense drugs?

Você é um profissional de saúde habilitado a prescrever ou dispensar medicamentos

es en pt
Política de cookies Cookies policy Política de cookies
Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios y mostrarle publicidad relacionada con sus preferencias mediante el análisis de sus hábitos de navegación. Si continua navegando, consideramos que acepta su uso. Puede cambiar la configuración u obtener más información aquí. To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.